Vereadores discutem supostos aumentos nas tarifas de água e ações contra o covid-19 durante as festas juninas

17-06-2020

Na noite desta segunda-feira (15) a Câmara municipal realizou sessão ordinária por videoconferência onde os vereadores discutiram acerca de supostos aumentos nas tarifas de água e também sobre o não uso de fogueiras e fogos de artifício nas festas juninas

O vereador de oposição Jales Veloso (PSB) destacou ter ouvido relatos de moradores em uma emissora de rádio de que as suas contas de água estão vindo com valores alterados que, segundo ele, foram aumentos em mais de 100%. Ele pediu explicações aos membros do conselho municipal de água e esgoto.

O vereador Pedro Lobo (PT) disse não ter conhecimento do fato porém, afirmou que poderia estar havendo uma cobrança do parcelamento de dívidas não pagas e sugeriu que o presidente da Saaec fosse convidado para participar de uma sessão e prestar esclarecimentos sobre o assunto.

Segundo Amadeu de Freitas (PT) desde fevereiro o conselho municipal de água e esgoto do município está inativo, pois a gestão teve o seu mandato vencido e não foram realizadas novas eleições, portanto o conselho não é o responsável pelas novas alterações nos valores das contas. Já Bebeto Anastácio (PTC) destacou que em nenhum momento a Câmara transferiu a sua atribuição de deliberar sobre as tarifas da Saaec para o conselho e explicou que a emenda à Lei Orgânica aprovada na casa atribuía ao conselho apenas a competência para fixar os serviços que seriam tarifados.

Dentre os requerimentos da ordem do dia, que não foram votados por falta de quórum ao final da sessão, estava o de autoria do vereador Amadeu de Freitas que sugeria a gestão municipal que desestimule ou mesmo proíba o acendimento de fogueiras e o uso de fogos de artifício durante as festas juninas para que, desta forma, as pessoas infectadas com covid-19 não sejam prejudicadas com a fumaça. O líder do prefeito, Dr. Renan Almeida (PATRI) reforçou a solicitação fazendo um apelo para que a população não acenda fogueiras excepcionalmente este ano.

O presidente da casa, Florisval Coriolano (PRTB) destacou que não houve a realização da ordem do dia, ou seja, das votações de projetos e requerimentos, por conta das falhas na conexão de internet de diversos vereadores que findou na saída da maioria da videoconferência. Florisval ainda destacou que a próxima sessão será realizada em um novo horário, provavelmente pela manhã, para que não ocorram os mesmos problemas.



No records found.