Câmara discute reforma do mercado Walter Peixoto

22-05-2020

O secretário de meio ambiente e desenvolvimento territorial do Crato, Brito Jr. participou da sessão ordinária desta quarta-feira (20) realizada remotamente por conta da pandemia causada pelo Covid-19. Na pauta a reforma do mercado Walter Peixoto e a retirada de árvores do entorno do local, que causou polêmica.

Brito Jr. destacou que a obra é orçada em quase sete milhões de reais e teve início já dentro do período de pandemia. Segundo ele a empresa contratada para realizar a obra é a JZ, a mesma que executa as obras da arena Romeirão em Juazeiro do Norte. O secretário destacou ainda que as árvores retiradas são da espécie Nim indiano, árvore no qual já existe uma autorização para que sejam removidas pois causa risco para outras espécies. No local será construída uma nova ala de espaço para vendas.

Os vereadores relataram que não foram convidados para a apresentação do projeto, alguns sequer tinham conhecimento da reforma e Brito pediu desculpas pelo fato explicando que o plano foi mostrado apenas aos permissionários do mercado público.

Pedro Alagoano (PSD) deu a sugestão para que fosse construído um novo mercado com a verba advinda do governo estadual em um local mais amplo, até por conta do canal do Rio granjeiro estar próximo tornando a área insalubre. O presidente da casa Florisval Coriolano (PRTB) concordou com a ideia afirmando que o canal traz transtornos para os que frequentam ou comercializam no local com a infestação de ratos e insetos.

No momento de votações os vereadores aprovaram o projeto do presidente Florisval Coriolano subscrito por Adil Sampaio (PSC), Bebeto Anastácio (PTN) e Pedro Lobo (PT) que altera um artigo e exclui o parágrafo único da Lei que cria o plano de cargos, carreiras e remuneração dos agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran).



No records found.